Ouça agora na Rádio

N Notícia

Cientistas encontram seres vivos da era dos dinossauros

FOTO: © AFP 2018 / ROMEO GACAD

Cientistas encontram seres vivos da era dos dinossauros

Os cientistas descobriram que os atuais invertebrados primitivos começaram a aparecer durante o período Jurássico Médio, antes da extinção dos dinossauros.

Informações compartilhadas Sputnik Brasil

Um grupo internacional de cientistas descobriu que a associação entre os corais e seus simbiontes, as microalgas, começou a aparecer há cerca de 160 milhões de anos, e não há 60 milhões como se pensava anteriormente, o que demonstra que os atuais recifes de corais são contemporâneos dos dinossauros, relata o Science Daily, que reuniu os resultados do estudo publicado nesta quinta-feira (9).

As microalgas, também conhecidas como zooxantela, vivem nas células dos corais e permitem que eles captem energia solar para construir formações de recifes, que servem de habitat para diversos organismos marinhos. 

Segundo um dos autores do estudo, o professor Todd LaJeunesse da Universidade Estadual da Pensilvânia, EUA, a associação com as microalgas foi "uma das principais razões para o sucesso dos corais modernos". 

Conforme o estudo, os pesquisadores realizaram uma análise de DNA das microalgas, um estudo filogenético e comparações genômicas, e descobriram que os simbiontes apareceram e começaram sua associação com o coral durante o período Jurássico Médio, antes da extinção dos dinossauros. 

Os cientistas observaram que, ao longo de sua existência, as associações entre os corais e seus simbiontes sobreviveram a muitos episódios de mudanças climáticas, inclusive à extinção dos dinossauros, o que sugere aos pesquisadores que, apesar da crescente preocupação com o aquecimento global atual, essas maravilhas marinhas também possam sobreviver.

FONTE: Sputnik Brasil
Link Notícia

Leia também