Ouça agora na Rádio

Ouça agora

Windows 11 ganha suporte para PowerToys, que melhoram uso do SO

Imagem Noticia

Imagem: Microsoft

Compartilhe agora
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Postado em 20/09/2021 por Sistema Plug

O PowerToys, um conjunto de ferramentas que permite aprimorar a experiência no sistema operacional da Microsoft, ganhou uma versão atualizada para o Windows 11. Como deverá ocorrer com todos os aplicativos do SO, a novidade já está disponível na Microsoft Store.

O recurso nasceu no Windows 95 e teve uma breve passagem pela versão XP do sistema operacional. Os PowerToys “hibernaram por alguns anos, até reaparecerem recentemente no Windows 10.

Em geral, o pacote de ferramentas não tem como alvo os usuários medianos, trazendo, no entanto, algumas funcionalidades para utilizadores mais técnicos, normalmente os chamados power users no Programa Windows Insider. Os PowerToys são softwares gratuitos de código aberto capazes de alterar recursos para aumentar a produtividade ou apenas adicionar um toque de personalização ao sistema.


PowerToyPowerToy Awake não deixa o PC hibernar (Fonte: Microsoft/Divulgação.)

Fonte:  Microsoft 

Como são os PowerToys do Windows 11?

A versão dos PowerToys para o Windows 11 traz um conjunto com nove ferramentas. Um dos PowerToys mais jovens é o Awake, um add-on que impede que o seu PC entre no modo de hibernação. Há também outras ferramentas, como o PowerRename, que permite renomear vários arquivos de uma só vez, e outras com nomes autoexplicativos: Image Resizer, Color Picker e o launcher PowerToys Run.

Um recurso muito utilizado recentemente é o PowerToy Video Conference Mute, que silencia o microfone e controla a webcam em todo o sistema. Com ele, é possível mutar de forma simples a sua participação em qualquer tipo de videoconferência, independentemente do aplicativo usado, sem ter que descobrir como fazer isso, e mesmo com a interface fechada.

Até a versão do Windows 10, o PowerToys só era disponibilizado através da plataforma de hospedagem de código-fonte GitHub, ou na linha de comando winget no serviço Gerenciador de Pacotes do Windows. Agora, a ferramenta será facilmente detectável diretamente na Microsoft Store, através deste link, mas apenas se você já tiver uma versão do Windows 11 rodando em sua máquina.