Ouça agora na Rádio

Ouça agora

Sandman: por onde começar a consumir a obra de Neil Gaiman? Veja guia!

Imagem Noticia

Imagem: Vertigo/Divulgação

Compartilhe agora
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Postado em 08/09/2021 por Sistema Plug

Sandman é uma das HQs mais importantes já publicadas. Ao longo das 75 edições da série principal, Neil Gaiman aborda uma vasta quantidade de temas, atravessa mitologias e explora os limites da sua criatividade. As histórias também serviram para popularizar o autor, que, quando começou a trabalhar na HQ, estava no começo de sua carreira como escritor. Porém, depois deste ponto, se manteve relevante até os dias atuais.

Mas o que exatamente é Sandman? Por que essa história se tornou tão popular, a ponto de ter se tornado a primeira HQ a entrar na lista dos best-sellers literários do jornal The New York Times, e o que é preciso saber para quem quer começar a acompanhá-la antes da estreia da série da Netflix?


O que é Sandman?

SonhoSonho e sua irmã mais nova, Morte.

Fonte:  Vertigo/Divulgação 

Sandman é uma série em quadrinhos criada por Neil Gaiman a partir de um personagem que já havia aparecido em outras histórias da DC Comics. Sua estreia aconteceu em 1974 e teve roteiro de Joe Simon e Michael Fleisher, além de ilustrações de Jack Kirby e Ernie Chua. Na ocasião, Gaiman era um roteirista pouco conhecido, e recebeu autorização para retrabalhar os personagens, devendo manter basicamente apenas os seus nomes. As histórias foram lançadas pelo selo Vertigo, destinado a um público mais adulto da DC.

A partir disso, ele começou a desenvolver uma história sobre sete perpétuos. Além de irmãos, eles são poderosos seres, e cada um controla um poder ou aspecto do universo. São eles: Destino, Morte, Sonho, Destruição, Desejo, Desespero e Delírio. As HQs acompanham Sonho (que também é conhecido como Sandman, Morfeus, além de outros nomes que aparecem ao longo das histórias) e uma série de aventuras para entender melhor sua própria função, além de apresentar seu passado e sua relação com seus irmãos.


OsOs sete perpétuos. Da esquerda para a direita: em pé - Morte, Destino, Sonho, Destruição e Desejo; abaixo - Desespero e Delírio.

Fonte:  Vertigo/Divulgação 

O primeiro arco de Sandman foi publicado entre janeiro e agosto de 1989 e conta a história de Sonho se libertando de um cativeiro e indo atrás dos seus objetos de poder que foram perdidos: a algibeira de areia dos sonhos, seu elmo e o rubi dos sonhos. Durante esse percurso, ele encontra outros personagens da DC, como Constantine e John Dee (o Doutor Destino da DC).

Além disso, ele precisa colocar as coisas em ordem no Sonhar, reino onde ele habita, que é feito dos sonhos de todas as criaturas do universo. Porém, após ter passado décadas aprisionado, ele acaba desenvolvendo uma certa empatia pelos humanos, e é a partir deste ponto que a história avança.


Sandman: ordem de leitura

Tudo o que foi descrito acima faz parte do arco Prelúdios e Noturnos, que conta com as primeiras oito edições de Sandman. Originalmente, a série contou com 75 histórias, divididas em 13 arcos. Essas são as histórias fundamentais de Sandman e, para quem quer conhecer a história, a melhor opção é seguir esta sequência:

  1. Sandman: Prelúdios e Noturnos (01 a 08)
  2. Sandman: A Casa de Bonecas (9 a 16)
  3. Sandman: Terra dos Sonhos (17 a 20)
  4. Sandman: Estação das Brumas (21 a 28)
  5. Sandman: Espelhos Distantes (29 a 31 e 50)
  6. Sandman: Um Jogo de Você (32 a 37)
  7. Sandman: Convergência (38 a 40)
  8. Sandman: Vidas Breves (41 a 49)
  9. Sandman: Fim dos Mundos (51 a 56)
  10. Sandman: Entes Queridos (57 a 69)
  11. Sandman: Despertar (70 a 73)
  12. Sandman: Exílio (74)
  13. Sandman: A Tempestade (75)

Outras histórias de Sandman

Agora que você já conhece o arco fundamental de Sandman, já faz sentido explorar a expansão desse universo. Após ter concluído as histórias principais, em 1996, Gaiman passou a se dedicar aos seu livros. Porém, o autor nunca abandonou Sandman, sempre publicando outras histórias paralelas à saga principal.

Após a conclusão dos 13 arcos, uma boa HQ para ficar de olho é Sandman – Prelúdio. Esta graphic novel se passa antes de Prelúdios e Noturnos e explica o que aconteceu para que Morfeus se deixasse ser preso. A sugestão para ler a obras depois e não antes do arco principal, é que ela serve mais como um spin-off. Enquanto Prelúdios e Noturnos se conecta com tudo o que vai acontecer ao longo das 75 edições, em Sandman – Prelúdio, a história serve apenas para matar a curiosidade dos fãs.

A partir deste ponto, você pode seguir a ordem de sua preferência, pois as histórias irão apenas aprofundar personagens. Em Sandman: Noites Sem Fim, por exemplo, foram publicadas sete histórias, cada uma trazendo um dos perpétuos como protagonista. No Brasil, a editora Panini, responsável pela publicação de Sandman, lançou Morte - Edição Definitiva, um arco com histórias focadas na irmã do Sonho.

Abaixo, segue a lista de edições para serem lidas e conhecer mais deste universo criado por Neil Gaiman.

  1. Sandman - Prelúdio (Vol. 1-4)
  2. Morte - Edição Definitiva
  3. Noites Sem Fim
  4. Os Caçadores de Sonhos - Livro Ilustrado
  5. Os Caçadores de Sonhos - Quadrinhos

E, finalmente, existem cinco publicações que também utilizam personagens que aparecem em Sandman, mas cujas histórias não foram escritas por Neil Gaiman. Caso você já tenha terminado as obras acima, e queira um pouco mais, são boas opções para conhecer.

  1. Contos Fabulosos
  2. Os Pequenos Perpétuos (Vol. 1-2)
  3. As Fúrias
  4. Lúcifer: Diabo à Porta
  5. Destino